Autocuidado: a importância de desenvolver hábitos

Olá! Seja bem vindx ao BLOG do time Enactus Unifei Itajubá! Abaixo você encontrará um conteúdo sobre: Autocuidado e aprenderá sobre a importância de realizá-lo, seus benefícios e algumas formas de colocá-lo em prática. Vamos lá?



Atualmente, desde que o tempo se tornou um valioso aliado da produtividade, deixamos de nos dedicar a nós mesmo para que as tarefas do dia a dia sejam realizadas, como atividades do trabalho, faculdade e até mesmo algumas responsabilidades que não nos cabe, mas fazemos pelo outro. No entanto, descansar e pensar no próprio bem-estar é essencial para a qualidade de vida e amor próprio.


Cuidar de si mesmo e da própria saúde (mental e psicológica) não são apenas atos pontuais que te beneficiam momentaneamente, mas sim cuidados que favorecem o equilíbrio de forma duradoura e prolongada. Dessa forma, é essencial que a satisfação consigo mesmo seja genuína e autêntica, para que assim seja possível entender, de fato, do que se trata o autocuidado.


Apesar de ser muito falado, é pouco discutido e poucos entendem, verdadeiramente, do que se trata essa palavra e qual seu real significado quando aplicado na vida de alguém.



O que é autocuidado?


Saber o que te faz bem, o que te motiva e o que te faz sentir em casa em seu próprio corpo e sua mente são algumas das definições para que o autocuidado possa ser explicado.


Vale ressaltar que o autocuidado, além de se tratar atitudes, pensamentos e cuidados que te façam sentir coisas positivas, também se trata de ações, compreensões e cautelas que te deixem consciente do que não te faz bem e pode gerar resultados negativos, e por isso é essencial salientar que saber quando buscar ajuda, se distanciar de quem não te faz bem e até mesmo deixar de ver notícias ruins que te geram sentimentos prejudiciais, também fazem parte do autocuidado.

Em vista disso, é possível identificar o autocuidado no efeito de tudo aquilo que você faz por si mesmo e que te faça entender que você é seu próprio lar, e o autocuidado não gera apenas amor próprio, mas também autoconhecimento. Vale lembrar que sua explicação deve, principalmente, te mostrar quais são as coisas que te definem e quais não devem determinar quem você é.


Quais seus benefícios?


Ao praticar o autocuidado, nota-se alguns benefícios como o aumento da produtividade, criatividade, motivação, como também estimula o desenvolvimento da autoestima e diminui os riscos com a saúde. Assim, melhorando a qualidade de vida.

Dessa forma, é importante manter o autocuidado como um hábito seja no âmbito: físico, emocional, social e profissional. Além de que, é um ato de amar a si mesmo, que requer atitudes como o auto respeito, a auto aceitação bem como o autoconhecimento.


Além disso, é o quanto gostamos, respeitamos e, essencialmente, confiamos em nós mesmos e estamos dispostos a usufruir de um hábito novo que fará a diferença na rotina de cada indivíduo.


Como posso colocar em prática?


Muitas pessoas têm a ideia de que o autocuidado demanda um longo tempo ou um elaborado planejamento, e em alguns casos esse é o motivo de não o realizarem. Porém o autocuidado é um ato simples e adaptável à sua rotina.


Existem inúmeros tipos de autocuidado, o importante é encontrarmos coisas que realmente gostamos e que se encaixe em nossas vidas e esteja de acordo com nossos valores. Veja abaixo algumas formas de autocuidado e faça uma análise de quais você mais se identifica e está precisando adicionar em sua vida.


Autocuidado físico


O autocuidado físico é um dos tipos mais comuns e está mais relacionado a atividades corporais, como a prática de exercícios físicos ou a um momento relaxante de spa, seja caseiro ou em lugar especializado.


Este tipo de autocuidado tem diversos benefícios, dentre eles podemos destacar o fato da nossa saúde estar sempre em dia, a melhora no funcionamento do organismo, a regulagem do apetite e do sono, o melhor controle da ansiedade, além de favorecer o emagrecimento e ajudar a elevar sua autoestima.


Dicas de como colocar em prática:

  • Tome um banho relaxante ou desintoxicante;

  • Cozinhe uma refeição nutritiva;

  • Pratique um exercício físico que goste;

  • Vá para a cama um pouco mais cedo;

  • Caminhe ao ar livre.

Vale ressaltar que antes de praticar qualquer atividade física, é importante realizar uma consulta médica para verificar com anda sua saúde.


Autocuidado emocional


Cuidar da saúde emocional é de extrema importância, pois é de acordo com o quanto sua mente está saudável e suas emoções controladas que você irá conseguir conduzir sua vida pelo caminho certo, fazendo escolhas acertadas e que vão contribuir para a sua felicidade.


O autocuidado emocional te ajuda a se conectar melhor aos seus sentimentos e a ter mais clareza do que está sentindo, além de afastar a tristeza, o estresse e demais sentimentos que te fazem mal.


As emoções não são boas ou ruins, o que faz a diferença é como você se comporta em resposta a cada uma delas. Por isso é importante manter uma rotina de autocuidado emocional, pois ela te ajudará a aprender a se comportar da maneira certa em relação a cada emoção. Por exemplo, podemos ser tentados a rejeitar sentimentos como tristeza ou raiva, mas é saudável senti-los, aceitá-los e seguir em frente.


Dicas de como colocar em prática:

  • Permita-se chorar;

  • Reserve um tempo para refletir e reconhecer o que realmente não está funcionando;

  • Encontre formas para expressar seus sentimentos: pintar, dançar, escrever;

  • Caminhe na praia/parque com seu parceiro ou com alguém cuja companhia te agrade;

  • Faça uma lista de coisas pelas quais você é grato.


Autocuidado profissional


O autocuidado profissional geralmente é pouco falado, mas também tem grande relevância na sua saúde, pois quem já faz parte do mercado de trabalho passa uma considerável parte do seu dia exercendo sua profissão. E, considerando o atual mercado de trabalho competitivo em que vivemos, é comum que se torne uma prioridade a necessidade de entregar melhores resultados.


Porém, qual o preço de ser um profissional super comprometido? Fazer hora extra todos os dias? Estar sempre com dor de cabeça e de mau humor? Perder a alegria só de pensar que segunda-feira está chegando?


Estes tipos de situações só ajudam a destruir sua saúde, e com o passar do tempo a tendência é só piorar. Um tipo de rotina como essa, que tem sobrecarga de trabalho, pode ter sérias consequências como viver estressado, desenvolver doenças graves, entre elas síndrome de burnout (também conhecida como síndrome do esgotamento profissional), transtorno de ansiedade, depressão, síndrome do pânico, entre outros problemas.

Por isso, é fundamental incluir o autocuidado profissional no seu dia a dia. Veja algumas dicas para te ajudar nesse processo:

  • Aprenda a dizer não;

  • Defina alguns limites e diretrizes;

  • Faça uma gestão do seu tempo;

  • Avalie o que é prioridade pra você e, de acordo com isso, elabore uma lista em ordem de urgência;

  • Seja um crítico das vagas de emprego para as quais se candidata e não se sujeite a qualquer oferta.


Autocuidado social

O autocuidado social é uma necessidade do ser humano, porque somos criaturas sociais, gostamos e precisamos da conexão com outras pessoas para dividir alegrias, tristezas, sonhos, exercitar o amor e para sermos felizes.

Algumas pessoas não realizam o autocuidado social por falta de tempo, alegando que por conta do trabalho ou dos estudos não sobra tempo para sair com os amigos, visitar a família ou até mesmo curtir mais as pessoas com quem mora. Porém, você também pode cuidar da sua vida social por meio de tarefas muito simples e rápidas, e se acontecer de algumas vezes você escolher estar com os amigos ou a família em vez de trabalhar ou estudar, considere os benefícios que você está oferecendo à sua saúde.

Dicas de como colocar em prática:

  • Ligue para um amigo ou parente e converse com eles;

  • Estabeleça o objetivo de conversar com alguém novo a cada semana;

  • Faça um voluntariado;

  • Diga sim a convites e oportunidades;

  • Tire um final de semana para visitar sua família e ouvir suas histórias antigas.


O autocuidado é diferente e único para cada pessoa, por isso seu plano de autocuidado deve se adaptar às suas necessidades.


Não precisa resolver tudo de uma vez, identifique primeiro um pequeno passo que você pode dar para começar a cuidar melhor de si mesmo, para depois, de acordo com sua evolução, ir agregando aos poucos mais alguns métodos de autocuidado.


E mesmo quando sentir que não tem tempo para fazer outra coisa, faça dos seus cuidados pessoais uma prioridade.

Portanto, ao abordar os diferentes tipos de autocuidado deve-se observar a importância de se praticar como um hábito. Assim, da forma que presenciamos no cotidiano agendas lotadas, seja com atividades do trabalho ou faculdade, cobranças e prazos curtos que acabam fazendo com que o autocuidado não tenha a sua devida importância.


Nesse sentido, a importância do autocuidado em relação ao âmbito social, profissional, emocional e físico se complementam. Além disso, de modo que, recomenda-se a prática de um exercício físico, reservar um tempo para refletir e reconhecer o que realmente não está funcionando, aprender a dizer não e fazer um voluntariado, sejam atividades que façam parte do cotidiano das pessoas.


De forma a obter um indivíduo com maior produtividade, criatividade, motivação, autoestima e realizado por adquirir novos hábitos que melhore a sua qualidade de vida e contribua para o seu bem-estar.


"Cuidar de si não significa 'somente eu' significa 'eu também'!"

Por fim, o time ENACTUS UNIFEI ITAJUBÁ agradece sua leitura! Esperamos ter te ajudado a entender mais sobre a importância de criar hábitos de autocuidado!


Compartilhe com seus amigos e em suas redes sociais para que mais pessoas possam nos conhecer... Deixe nos comentários sua opinião e dúvidas sobre o assunto, seu feedback é muito importante para que possamos crescer e trazer cada vez mais o melhor para você!



Um abraço e até a próxima! ;)

64 visualizações2 comentários

Posts recentes

Ver tudo