Inteligência Emocional e sua importância

Olá! Seja bem vindx ao BLOG do time Enactus Unifei Itajubá! Abaixo você encontrará um conteúdo sobre: Inteligência Emocional e sua importância e benefícios!


Atualmente, na era digital, onde as habilidades técnicas vêm sendo substituídas pelas comportamentais, há cada vez mais o enfoque no tema autoconhecimento e no desenvolvimento de soft skills, ou seja, habilidades comportamentais, e, com isso, surge a necessidade de entender sobre a Inteligência Emocional.


Mas o que é a Inteligência Emocional?


Segundo a psicologia, é a capacidade de aprender a lidar com as próprias emoções e usufruí-las em benefício próprio, além disso, é entender os sentimentos e comportamentos do outro.





Importância da Inteligência Emocional


Entre a importância da IE, encontram-se diversos benefícios. Esse tema deveria ser abordado em escolas, para que as pessoas educadas fossem mais competentes, felizes e seguras. Além disso, a consciência emocional auxilia na melhoria da realidade pessoal e social. Alguns benefícios da IE estão enunciados a seguir.


Pensamento crítico e raciocínio


A IE clareia a mente e facilita as tomadas de decisões, assim como o raciocínio. Ao administrar as emoções, o pensamento é aberto para as ideias fluírem de forma mais ordenada, tornando assim a resolução dos problemas mais objetiva e menos impulsiva.


Compreensão das emoções


A IE contribui para que a compreensão das emoções seja possível, essa característica pessoal é fundamental para lidarmos com os nossos sentimentos. Como nós somos responsáveis por nossas emoções, é necessário saber lidar com elas para que estejamos no controle de nossas vidas. Ao compreendê-las, assumimos o domínio sobre como respondemos a elas e as atitudes que tomamos em detrimento de nossas emoções.


Controle das emoções


A IE nos permite controlar as emoções e a partir da compreensão, quando entendemos o que sentimos, adquirimos a habilidade de interagir com outras pessoas. Portanto, ao gerenciar as suas emoções durante uma interação pessoal ou profissional, é possível construir popularidade, liderança e empatia. Além disso, a IE auxilia em situações de conflitos, por exemplo, ao perceber que o interlocutor aumenta o seu tom de voz, a Psicologia difunde a ideia de que devemos diminuir o nosso. Essa técnica exige um alto controle de emoções, permitindo que você gerencie as emoções alheias também, nesse caso, ao diminuir o tom de voz.


Generosidade e liderança


Pesquisadores que estudam o benefício da inteligência emocional apontam melhorias quanto à generosidade. Um estudo revelou que as pessoas com maior controle emocional apresentam uma maior propensão a pensar no coletivo quando encontram-se em um dilema. Outros estudos apontaram a existência de relações inversas entre o controle emocional e estresse no ambiente de trabalho. A habilidade de identificar e gerenciar as emoções próprias e alheias encontram-se como características positivas para alcançar sucesso profissional. Este segundo estudo, ainda apontou que esta habilidade contribui positivamente para a vida social. Os empreendedores que apresentam altos níveis de IE tendem a ser mais resilientes ao enfrentarem dificuldades, relacionam-se melhor com os seus funcionários e clientes e, consequentemente, são ótimos líderes.


Trabalho em equipe


A IE envolve conceitos relacionados a quando e como expressar emoções assim como o controle delas. Alguns pesquisadores da Universidade de Yale descobriram que a demonstração de emoções positivas beneficia trabalhos em equipe. De acordo com a pesquisa, essa característica melhora na cooperação e na performance do grupo, além de aumentar a preocupação com a justiça.


Saúde física e mental


As nossas emoções afetam nosso corpo e mente, consequentemente ansiedade, nervosismo, desânimo, distúrbios e outros problemas podem ser relacionados a ela. Assim, a IE contribui com o controle das emoções que permite a administração dos nossos sentimentos e também dos problemas resultantes desse descontrole. A IE não supre a necessidade de acompanhamento médico e psicológico, ela apenas auxilia no controle das emoções.


Como desenvolver inteligência emocional?


O termo inteligência emocional é amplamente divulgado atualmente, porém os conceitos acerca do tema são antigos e foram enunciados no livro “Inteligência Emocional: a teoria que redefine o que é ser inteligente”, considerado a principal obra sobre a inteligência emocional, foi lançado em 1995, escrito pelo psicólogo e jornalista científico Daniel Goleman. Nele o autor define quais os pilares da inteligência emocional. Os pilares estão enunciados a seguir:


#1 PILAR : CONHECER AS PRÓPRIAS EMOÇÕES


Você consegue diferenciar os sentimentos de raiva, tristeza e frustração? E a ansiedade? A confusão e a incerteza sobre as nossas emoções podem camuflar emoções mais complexas que exigem seriedade. Algumas vezes pensamos que estamos ansiosos perante a situações fora de nossa zona de conforto, mas na verdade podemos estar com medo do fracasso ou do julgamento. Conhecer as nossas emoções e saber nomeá-las é fundamental para o desenvolvimento da inteligência emocional. Afinal, como controlar emoções que nem são reconhecidas claramente? O autoconhecimento é necessário para esse processo de compreensão e um exercício simples para auxiliar nesse aspecto consiste em anotar ao final do dia as experiências relacionadas às emoções e como você lidou com isso.


#2 PILAR : CONTROLAR AS EMOÇÕES


Quando compreendemos as nossas emoções, chega o momento de controlá-las, após certo tempo de anotações, como uma semana, é necessário realizar uma análise das emoções, a frequência e a forma de lidar com elas. O segundo pilar é fundamental para a compreensão da diferença entre a autopercepção e a heteropercepção. O primeiro ponto relaciona-se ao nosso entendimento e percepção, enquanto a segunda engloba uma visão externa sobre a situação. Frequentemente a autopercepção avalia suas ações como assertivas e as pessoas ao seu redor interpretam suas ações de outra forma, mais agressiva, sabendo que a visão exterior é importante para avaliar os seus comportamentos, é muito importante avaliar esses pontos. A descoberta da percepção externa é um ato corajoso pois muitas vezes a mensagem que enviamos não é recebida com o mesmo tom, a visão externa contribui para inteligência emocional de forma a controlar a forma como você se comunica, evitando distorções.


#3 PILAR : AUTOMOTIVAÇÃO


O controle das emoções e a racionalização delas antes da tomada de decisões resultam em benefícios, um exemplo é a diminuição de conflitos internos e externos. Assim, a trilha de desenvolvimento para atingir os objetivos torna-se mais tranquila e equilibrada. As mudanças exigem muito de cada um de nós e é muito importante estar constantemente em adaptação, não é difícil retornar aos antigos comportamentos. Então, a automotivação torna-se necessária para sustentar a inteligência emocional, portanto os fatores relacionados ao porquê de sua mudança devem estar claros, assim como os benefícios, para que você não desista de seu aperfeiçoamento.


#4 PILAR : EMPATIA


O conceito de empatia tem grande importância assim como a IE. A empatia é a capacidade de se colocar no lugar do outro, de maneira sensível e aberta sem nenhum julgamento, o que não é fácil para muitas pessoas. Alguém que você conhece se entristeceu por algo que você pensa ser bobagem? A empatia vai além da validação e do respeito ao sentimento alheio, você deve tentar se inserir naquela realidade e entender porque aquele acontecimento tão banal para você, o fez sentir daquela forma. Agir com empatia é uma escolha pessoal e o seu desenvolvimento requer dedicação.


#5 PILAR : SOCIABILIDADE


O desenvolvimento da empatia permite que as relações construídas sejam positivas e saudáveis. A sociabilidade interfere em diversos âmbitos pessoais, desde relacionamentos afetivos à vida familiar, percorrendo a carreira, diariamente lidamos com diferentes pessoas com diversas personalidades. A habilidade social te permite transitar entre grupos e estabelecer relações com eles, sendo um dos pilares da inteligência emocional, e uma das maneiras mais eficientes para a criação de um ambiente positivo com relacionamentos que baseiam-se no respeito, principalmente.


Os cinco pilares estão interligados, um complementa o outro, a inteligência emocional tem como ponto de partida o autoconhecimento, para que você compreenda suas emoções e, ao controlá-las, melhore características que relacionam-se ao convívio social. Os pilares sustentam a inteligência emocional, tornando o seu desenvolvimento uma transformação.

O site Na Prática elaborou um teste gratuito que ilustra o seu nível de inteligência emocional, além de maneiras para você se desenvolver ainda mais. Faça um teste e descubra a sua inteligência emocional!

Link para o teste:

https://materiais.napratica.org.br/np-checklist-inteligencia-emocional/?etm_source=PortalNP&etm_medium=Materia&etm_campaign=Ebook&etm_content=checklist-inteligencia-emocional&_ga=2.173334435.1454940588.1624905492-1102278281.1622568794


Em um artigo publicado no site Harvard Business Review, escrito pelo psicólogo Tomas Chamorro-Premuzic, professor de Psicologia Empresarial na University College London e na Columbia University, ele enuncia cinco passos fundamentais para aprimorar a inteligência emocional, para aqueles que já dominam os cinco pilares.


Link para o artigo:


https://hbr.org/2017/01/how-to-boost-your-and-others-emotional-intelligence


Caso você queira saber mais sobre o assunto, além do artigo, recomendamos um TED com o tema WHY AREN’T WE MORE COMPASSIONATE? ” do Daniel Goleman, o especialista em IE que desenvolveu a principal literatura sobre o tema.


Portanto, a inteligência emocional é uma habilidade que pode ser vista como essencial atualmente. Além disso, o mercado de trabalho reconhece os profissionais que a possuem, sendo um diferencial para os colaboradores e líderes. Assim, torna-se extremamente imprescindível desenvolvê-la e aprimorá-la para melhorar sua relação com você mesmo e com os outros.


Inteligência emocional não é segurar as emoções, é usar a razão e sentir a emoção.

Por fim, o time ENACTUS UNIFEI ITAJUBÁ agradece sua leitura! Esperamos que o texto possa te auxiliar a compreender a importância do desenvolvimento da inteligência emocional!


Compartilhe com seus amigos e em suas redes sociais para que mais pessoas possam nos conhecer... Deixe nos comentários sua opinião e dúvidas sobre o assunto, seu feedback é muito importante para que possamos crescer e trazer cada vez mais o melhor para você!


Um abraço e até a próxima! ;)

31 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo